Home Educação Governo quer EaD no Ensino Superior para todos os municípios cearenses até 2025

Governo quer EaD no Ensino Superior para todos os municípios cearenses até 2025

9 min read
0
0
41

O Governo do Ceará recebeu a diretora de Educação a Distância da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (DED/Capes) – fundação vinculada ao Ministério da Educação (MEC) -, professora Suzana Gomes, para discutir a expansão e interiorização da Educação a Distância (EaD) na rede pública no Ceará nos âmbitos do Ensino Superior, na graduação e na pós-graduação.

A meta do Executivo é unir esforços para que, até 2025, todos os municípios cearenses possam contar com polos de apoio presencial e ofertas de cursos de graduação e especialização no formato EaD.

Representando o chefe do Executivo estadual, o assessor especial da Chefia de Gabinete do governador Elmano de Freitas (PT), Nelson Martins, ressaltou a importância das tratativas para o Ensino Superior chegar da melhor forma em todo o território cearense. “Nós fizemos uma reunião há uns três meses, em que foi sugerido universalizar a Educação Superior no estado, e ficamos animados”.

“O governador logo permitiu iniciarmos os trabalhos para isso e o EaD é uma das modalidades a serem utilizados”, pontuou o assessor especial.

Além dele, estiveram presente na reunião a secretaria estadual da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Sandra Monteiro; a secretária estadual de Educação, Eliana Estrela; a presidente do Conselho de Educação do Estado, Ada Pimentel; e representantes de Instituições de Ensino Superior (IES), como o reitor da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Hildebrando Soares, a vice-reitora da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Cláudia Ramos Carioca, e o diretor do Centro de Referência em Educação a Distância do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Igor Paim.

A tratativa para a ampliação do EaD aos municípios do Estado surge a partir do edital 05/2023 – DED/Capes, emitido no dia 14 de julho de 2023, que ofertou 290 mil vagas de cursos de graduação e pós-graduação a distância financiados pelo Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) em todo o país. Dessas, 14.700 vagas serão executadas pelo conjunto de seis IES cearenses. Do total de vagas, 10.050 serão destinadas a cursos de licenciatura, 1.350 para cursos de bacharelado, e 3.300 vagas para cursos de especialização.

O Ceará enviou ao DED/Capes uma relação de 28 municípios para criação de novos polos de apoio à Educação a Distância, com 21 prontamente aprovados. Durante a reunião, a diretora da DED/Capes, além de elogiar a iniciativa do Ceará de crescimento do Ensino Superior por todo o Estado, também garantiu que os sete municípios restantes da lista serão reavaliados, pois são considerados de grande impacto para os cearenses.

“A EaD que defendemos está comprometida com o acesso, a permanência e a aprendizagem dos estudantes. O Ceará merece os parabéns por essa iniciativa de expansão do Ensino Superior com qualidade. Nós temos no Brasil jovens e adultos que não vão ter condições de cursar o Ensino Superior presencialmente, pelas condições de vida, de emprego e de realidade. Então, o EaD é uma porta de entrada para eles e é um desafio nosso fazer isso com qualidade”, ressaltou Suzana Gomes.

Avanço na expansão

Segundo a titular da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), Sandra Monteiro, há a necessidade de avanço quanto a recursos para manter a modalidade EaD funcionando com êxito.

“Quanto à Secretaria, hoje, nós temos nove polos ofertando EaD, e as prefeituras foram as principais colaboradoras desse movimento. Existem parcerias, existem locais apropriados, mas precisamos avançar quanto a repasse de recursos”, disse.

“No ponto de vista da pós-graduação para o EaD, há um movimento tímido aqui, mas trabalharemos nisso”, completou

O reitor da Uece, Hildebrando Soares, destacou a importância do momento para o sucesso no plano de descentralização das universidades estaduais.

“Nós temos esse projeto da universalização da Educação Superior pública e gratuita aqui no estado, seja por meio da ação nos campi presenciais, seja somada pela oferta da EaD. Queremos isso no formato que ela tem hoje, que é formação de professores e gestão. Que essas universidades possam estar empenhadas neste trabalho para fazermos essa expansão juntos”.

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews), Somos Mídia (@somosmidia) e Conexão 085 (@conexao085oficial). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Educação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × quatro =

Verifique também

Ceará lança sua nova marca do turismo em uma das maiores feiras da América Latina do setor

A participação do Ceará na 11ª edição da World Travel Market Latin America (WTM-LA), em Sã…