Home Saúde Dia Mundial da Voz: especialistas alertam sobre a importância do diagnóstico precoce de doenças vocais

Dia Mundial da Voz: especialistas alertam sobre a importância do diagnóstico precoce de doenças vocais

11 min read
0
0
58

“Alterações na saúde vocal como rouquidão persistente por mais de duas semanas, dificuldade para engolir, dificuldade para falar e percepção de alterações do volume da sua voz são sintomas que merecem atenção e não devem ser ignorados”. O alerta é da médica Débora Lima, coordenadora do serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Estadual Leonardo Da Vinci (Helv), equipamento vinculado à Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

A otorrinolaringologista explica que a investigação dos sintomas é necessária para o diagnóstico precoce de doenças vocais. De acordo com a profissional, identificar problemas vocais em estágios iniciais pode ter um impacto significativo no tratamento e na qualidade de vida dos pacientes.

“Se for uma condição benigna, que geralmente está relacionada à questão do uso inadequado da voz ou a lesões estruturais mínimas que podem acontecer na laringe, uma intervenção precoce pode dar uma qualidade de vida melhor ou pode dar o retorno da voz ao paciente de forma mais rápida”, explica.

Para a médica, devemos ficar mais atentos ainda às condições que podem alterar a nossa voz de forma mais grave, como o câncer de laringe. “Se diagnosticado precocemente, o câncer de laringe pode sofrer uma intervenção com alta taxa de cura, uma intervenção cirúrgica ou mesmo outros tratamentos que a gente possui dentro do arsenal terapêutico do câncer, evitando complicações extremas, como uma cirurgia mais radical”, complementa Débora Lima.

Câncer de laringe

O câncer de laringe é um dos mais comuns entre os que atingem a região da cabeça e do pescoço, podendo acometer as cordas vocais e causar rouquidão. O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que o número de casos novos de câncer da laringe no Brasil para o triênio 2023 a 2025 é de 7.790 casos.

“Isso tudo vai acontecendo de forma silenciosa. Existem fatores de risco que podem causar o câncer de laringe. O principal é o cigarro. Então, orientamos a largar o tabagismo e evitar o uso de bebidas alcoólicas. O histórico familiar também é algo importante. Se você conhece algum parente de primeiro grau que tenha histórico de câncer de laringe, é importante ficar atento para a prevenção”, pontua a coordenadora do serviço de Otorrinolaringologia do Helv.

A Fonoaudiologia é também uma área parceira na detecção precoce de doenças vocais. A coordenadora do serviço de fonoaudiologia do Helv, Wigna Raissa Matias Leite, explica que é da competência do fonoaudiólogo atuar na prevenção, avaliação e tratamento dos problemas da voz e dos padrões vocais.

“Sempre que identificamos um paciente com rouquidão, tosse e pigarro constantes por mais de 15 dias, realizamos o encaminhamento para uma laringoscopia com o otorrinolaringologista, para sabermos se existe alguma lesão e que esta seja diagnosticada de maneira mais precoce possível e receba o tratamento adequado para cada caso. O tratamento pode ser apenas fonoterapia, ou até mesmo fonoterapia e uma cirurgia. É fundamental que os pacientes sejam acompanhados por profissionais especializados como o fonoaudiólogo e otorrinolaringologista”, explica.

Cuidados com a voz

O Dia Mundial da Voz, comemorado no próximo dia 16 de abril, nos lembra que a voz é instrumento fundamental para conectar as pessoas com o mundo. A fonoaudióloga Wigna Raissa afirma que a voz é uma ferramenta de comunicação assertiva, que se for bem trabalhada, pode melhorar o entendimento das pessoas sobre a mensagem a ser transmitida e tornar o discurso mais persuasivo.

“Profissionais que fazem uso da voz profissionalmente como cantores, professores e jornalistas devem redobrar os cuidados com seu principal instrumento de trabalho: a voz”, alerta a coordenadora do Helv.

Segundo a fonoaudióloga, é importante tomar alguns cuidados com a voz. “Hidratação ao longo do dia – não somente durante o uso profissional da voz-, técnicas de aquecimento vocal e realização do desaquecimento após a atividade vocal intensa, evitam lesões nas pregas vocais, como por exemplo nódulos e pólipos. É importante que esses profissionais tenham consciência que os cuidados devem ser realizados diariamente antes e após uso vocal”, explica Wigna Raissa.

Profissionais que fazem uso da voz, como cantores, devem redobrar os cuidados com a alimentação e hidratação – Foto: Isabelle Azevedo/Ascom Helv

Semana da Voz

O Helv realiza pelo terceiro ano consecutivo a “Semana da Voz”. A ação é parte ainda da 26º Campanha Nacional da Voz, promovida pela Academia Brasileira de Laringologia e Voz (ABLV) e Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF).

Na terça-feira (16), às 11h, na Praça do Piano do Helv, acontecerá a palestra “Diálogos Vocais, conectando o gastroenterologista, cirurgião de cabeça e pescoço, Otorrinolaringologia e Fonoaudiologia”. O evento contará com a presença do otorrinolaringologista Erik Frota Haguette (diretor técnico-médico da OTOS Clínica de Otorrino e Diretor-fundador do Lasercentrum), do cirurgião de cabeça e pescoço Márcio Ribeiro Studart da Fonseca (coordenador do Serviço de Cirurgia Crânio-Maxilo-Facial do HUWC-UFC), do fonoaudiólogo Tiago Aguiar (especialista em voz pela Unifor), da coordenadora do serviço de Fonoaudiologia do Helv, Wigna Raissa Leite Matias e da coordenadora do Serviço de Otorrinolaringologia do Helv, Débora Lima .

Está prevista ainda, na quinta-feira (18), uma oficina de saúde vocal para os integrantes do Serviço Ambulatorial Transdisciplinar para pessoas Transgênero (Sertrans) do Hospital Professor Frota Pinto (HSM). O objetivo é conversar com essa população sobre questões relacionadas à voz, já que a mudança na tonalidade vocal pode ser essencial como parte do processo de redefinição sexual.

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews), Somos Mídia (@somosmidia) e Conexão 085 (@conexao085oficial). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =

Verifique também

Fortaleza tem alerta de perigo de chuvas intensas no feriado de Corpus Christi, diz Inmet

A previsão do instituto é que as cidades registrem chuvas e ventos intensos entre hoje (29…