Home Economia Procon Fortaleza divulga pesquisa com preços do café da manhã nas 12 Regionais da Capital

Procon Fortaleza divulga pesquisa com preços do café da manhã nas 12 Regionais da Capital

7 min read
0
0
125

O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) divulgou, nesta quarta-feira (18/05), uma pesquisa com preços de itens que compõem o café da manhã. O levantamento, realizado entre os dias 02 e 03 de maio nas 12 Regionais da Capital, traz preços de 25 alimentos mais consumidos na primeira refeição do dia, como pão, tapioca, cuscuz, café, leite, caldos, sucos e frutas. O Procon visitou 12 padarias e panificadoras, algumas no interior de supermercados.

Itens mais consumidos no café da manhã podem sair mais baratos ou mais caros, a depender da região de Fortaleza. O preço da xícara de café pode variar até 400%. O pão carioquinha pode custar até 116% de diferença. Já a salada de frutas pode variar até 1.395%.

Pesquisa completa, que está disponível no portal da Prefeitura de Fortaleza.

Na Granja Portugal (Regional 5) foi encontrada a xícara de café (250 ml) com preço mais barato, custando R$ 1. Já no Meireles (Regional 2), a mesma quantidade de café custa R$ 4, uma diferença de 400%. O preço do pão de queijo (100g) foi encontrado por R$ 0,75 também na Granja Portugal, enquanto que a mesma quantidade chega a R$ 7,49, no Meireles, uma variação de 899%.

Ainda na Granja Portugal, o Procon encontrou o pão carioquinha mais barato de Fortaleza, custando R$ 8,99 o quilo. No Meireles, está o pão mais caro, com preço de R$ 19,40, a mesma quantidade, ou seja, uma diferença de 116%.

A maior variação, entre os 25 itens pesquisados, ficou por conta da salada de frutas. Cerca de 500ml podem custar de R$ 2, na Maraponga (Regional 10), a R$ 29,90, na Praia de Iracema (Regional 12), uma diferença de 1.395%.

A diretora do Procon Fortaleza, Eneylândia Rabelo, explica que o levantamento de preços tem caráter informativo. “Realizamos uma pesquisa informativa. De posse dos preços, os consumidores podem optar pela situação mais conveniente à sua realidade”. A diretora também alerta que os estabelecimentos são obrigados a cumprir os preços de cardápios e de promoções.

Combos
Se a opção for a tradicional tapioca com queijo, acompanhada de uma xícara de café com leite, o combo dos itens pode custar de R$ 8,48, no Jangurussu (Regional 9), a R$ 20,50, no Meireles (Regional 2), conferindo uma diferença de 142%.

Nos mesmos bairros foram encontrados a maior e a menor diferença quando o combo foi o cuscuz com queijo e a xícara de café com leite. Custa R$ 8,48 no Jangurussu, enquanto que o mesmo item chega a R$ 19,50, no Meireles, uma variação de 130%.

Buffet no peso
Caso o consumidor opte pelo café da manhã em buffet completo, pagando pelo peso dos itens na balança, o Procon encontrou o quilo mais barato no Passaré (na Regional 8), custando R$ 42,90. O quilo mais caro do buffet de café da manhã foi encontrado no bairro de Fátima (Regional 4), custando R$ 54,99, uma diferença de 28%.

Maiores variações café da manhã

Produto Menor preço Maior preço Variação
Salada de frutas (500ml) R$ 2,00 (Maraponga) R$ 29,90 (Praia de Iracema) 1.395%
Pão de queijo (100g) R$ 0,75 (Granja Portugal) R$ 7,49 (Meireles) 899%
Xícara de café (250ml) R$ 1,00 (Granja Portugal) R$ 5,00 (Meireles) 400%
Copo de suco (250ml) R$ 3,00 (Granja Portugal) R$ 11,00 (Meireles) 267%
Tapioca (un) e café com leite (250ml) R$ 4,50 (Granja Portugal) R$ 15,25 (Praia de Iracema) 239%
Pão carioquinha (Kg) R$ 8,99 (Granja Portugal) R$ 19,40 (Meireles) 116%
Buffet no peso (Kg) R$ 42,90 (Passaré) R$ 54,99 (Fátima) 28%
Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews), Somos Mídia (@somosmidia) e Conexão 085 (@conexao085oficial). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Economia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 15 =

Verifique também

Arraizim Goxtoso chega ao Naútico com Vitória Fernandez, Iara Pamella e Laura Nogueira

O evento que tem como proposta resgatar o São João de antigamente com muito Forró, barraqu…