Home Geral Parque Estadual Botânico do Ceará completa 25 anos e é reinaugurado neste domingo (17)

Parque Estadual Botânico do Ceará completa 25 anos e é reinaugurado neste domingo (17)

4 min read
0
0
94

Em 2022, o Parque Estadual Botânico do Ceará completa 25 anos e neste domingo (17) aconteceu a inauguração das obras de requalificação da Unidade de Conservação.

Passaram por reformas o pátio de compostagem, o centro de germoplasma, a casa de germinação, oficina, 2km de trilhas, pista acessível, lago com pedalinho, pista acessível, irrigação dos viveiros de mudas, estufa, manutenção da praça com acessibilidade, brinquedopraça e academia ao ar livre – em parceria com a Unimed.

Também foi realizada a urbanização e paisagismo do portal de entrada, manutenção das instalações elétricas, urbanização e paisagismo de três rotatórias com caramanchões de madeira.

Durante a solenidade de inauguração várias personalidades foram homenageados com o título de “Amigos do Botânico”.

Foto: Semace

Sobre o Parque

O Parque Estadual Botânico do Ceará (PEBCE), localizado a 15 km da capital Fortaleza, no município de Caucaia, próximo a polígonal da Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Ceará – Rio Maranguapinho.

Com seus 190 hectares e 6 km de trilhas e uma vasta diversidade de fauna e flora, o Parque Botânico configura um convite e uma caminhada com ar puro e beleza exuberante. Com visibilidade para o espelho d’água, os quiosques proporcionam um ótimo lugar para um passeio em família.

O parque é aberto à visitação pública com função educativa e recreativa, fomentando a cultura ecológica e propiciando à população um local de lazer e recreação de cunho cultural.

Criado pelo Decreto Estadual 24.216, trata-se de Unidade de Conservação (UC) de Proteção Integral, cujo ecossistema possui mata de tabuleiro, Caatinga, Cerrado e uma parte do manguezal. A fauna é representada por: cassaco, tetéu, teju, diversas espécies de cobras, iguana, sagui e guaxinim.

Na flora encontram-se araticum-do-brejo, ipê, paineira, catingueira, murici-pitanga, juazeiro, carnaúba, cajueiro, chichá, e, nas áreas mais baixas, espécies de mangue das gamboas do rio Ceará.

Sua estrutura conta com viveiro de produção de mudas, banco de germoplasma, auditório principal para 80 lugares e outro para 40 pessoas, museu do meio ambiente, xiloteca, meliponário, orquidário, biblioteca e horto de plantas medicinais.

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews), Somos Mídia (@somosmidia) e Conexão 085 (@conexao085oficial). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Geral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − cinco =

Verifique também

Dia Nacional do Café: aprenda receita gelada com o ingrediente para o fim de semana

Aprenda a preparar Latte com o complemento de Leite Condensado e Biscoitos. A receita é de…