Home Negócios Coworking: negócio já soma 1,6 mil unidades no Brasil; modalidades especializadas por profissão ganham mais destaque

Coworking: negócio já soma 1,6 mil unidades no Brasil; modalidades especializadas por profissão ganham mais destaque

6 min read
0
0
114

Ganhando cada vez mais força no Brasil atualmente, os escritórios compartilhados são uma opção inteligente para aqueles que buscam mais comodidade e do que dores de cabeça quando se trata de utilizar um espaço físico. Diferente do modelo convencional, o aluguel de espaços compartilhados isenta o locador dos encargos sobre água, luz e IPTU. Um reflexo da eficácia desse modelo é sua popularização, comprovada por uma pesquisa feita pela Newmark no ano passado (2021) que mostrou que os escritórios compartilhados já somavam 1,6 mil unidades no País.

No começo, esses espaços concentravam, principalmente, profissionais recém-formados e autônomos, devido ao seu baixo-custo. Na tentativa de atingir uma fatia maior do mercado, alguns coworkings investiram em oferecer outros benefícios, para “além do endereço”, procurando atender um público específico. Agora, percebendo esses benefícios dispostos pelo modelo acrescido do baixo valor do investimento, profissionais mais experientes com carreira consolidada e grandes empresas manifestam interesse por contratar os serviços de um escritório compartilhado, substituindo-o pelo seu escritório convencional ou acrescentando o endereço como um segundo endereço profissional para captar e atender mais clientes.

“Nos últimos dois anos, observamos que os profissionais estão apostando no formato híbrido como modelo de trabalho e enxergam nos escritórios inteligentes uma possibilidade de atender suas demandas com a mesma — ou melhor — qualidade reduzindo os custos, além de ser uma ótima escolha para aqueles que são adeptos ao modelo de trabalho remoto”, disse Matheus Brito, sócio-diretor da Unijuris, coworking especializado para advogados no Ceará.

Além disso, escritórios inteligentes personalizados para determinadas profissões têm ganhado destaque nos últimos anos. “Quando falamos sobre advocacia, por exemplo, sabemos que a grande maioria dos advogados autônomos atendem clientes muito esporadicamente, o que dificulta a manutenção de um escritório convencional. É aí que entra: o espaço compartilhado; o escritório inteligente; o coworking; ou escritório compartilhado; ou, como gosto de falar, o escritório tradicional de forma não convencional. Esta é a importância desse modelo: É a estrutura de alto padrão que promove a captação e fidelização de clientes por um valor que se torna simbólico comparado aos benefícios oferecidos”, disse o sócio-diretor da Unijuris, Matheus Brito.

A advogada Vládia Magalhães, que atende seus clientes na Unijuris desde de o começo deste ano, explica que hoje paga 1/5 do valor que pagava para poder atender seus clientes. “Estou satisfeita com essa parceria. A advocacia, hoje, é toda virtual e somente quando o cliente precisa muito do atendimento presencial é que fazemos. As advogadas do meu escritório trabalham em suas residências também, dessa forma não precisamos mais manter uma estrutura própria. Temos na Unijuris sala de atendimentos, sala de reunião, além do serviço de impressão e digitalização com documentos. É bem mais prático e bem mais barato”, disse.

Kátia Alves

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews) e Somos Mídia (@somosmidia). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura. Atualmente, também trabalha no site Conexão 085 (@conexao085oficial).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Negócios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =

Verifique também

História do castelo construído como prova de amor em Fortaleza é contada em livro

O enredo dessa história está narrada no livro “Castelo do Plácido – Apogeu e Destruição, 5…