Home Segurança Anatel lançará verificador de chamadas para reduzir golpes

Anatel lançará verificador de chamadas para reduzir golpes

5 min read
0
0
22

O Brasil tem vivido uma verdadeira epidemia de golpes financeiros. E, em várias delas, os criminosos se passam por funcionários de bancos para enganar as vítimas. Para tentar reduzir esse tipo de crime, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou na última terça-feira (6) que deve lançar em março um serviço que vai ajudar as pessoas a identificar quando um contato é realmente de um banco.

A medida quer inibir as chamadas falsas e golpes que simulam os números das instituições bancárias para “arrancar” senhas e outras informações dos consumidores. O superintendente de Controle de Obrigações da agência, Gustavo Santana Borges, explica como isso vai funcionar.

A medida foi anunciada no evento da agência que marcou o Dia da Internet Segura nesta terça. Durante o encontro virtual, o coordenador do Laboratório de Operações Cibernéticas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Alesandro Barreto, deu dicas de como identificar ligações falsas. Uma tarefa difícil, principalmente, quando dados cadastrais de consumidores são vazados na internet.

Ele destacou também os comportamentos dos usuários da internet que fragilizam a segurança na rede, como senhas com sequências fáceis de números, data de aniversário, nome de pets e senhas iguais em várias plataformas. O uso de autenticadores foi reforçado por Barreto. São aqueles aplicativos que te alertam sobre a tentativa de entrada na sua conta e exigem um código enviado ao seu celular pra liberar o acesso. E claro, nunca click em links recebidos de estranhos pelas redes sociais ou por e-mail.

Barreto ainda lembrou que existe um ótimo teste para aquelas pessoas que tendem a acreditar em quase tudo que encontram na internet.

Nessa leva, segundo o coordenador do Ministério da Justiça, entram também aqueles casos de estelionato sentimental em que a pessoa é seduzida e, depois, induzida a transferir dinheiro para um golpista.

Já a assessora técnica do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Marina Campos Leão, destacou o perigo das redes de wifi abertas, onde, em geral, segurança é baixa, e também da exposição excessiva das pessoas nas redes sociais.

Inclusive, nesta terça, o NIC.br, que é o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR, a Safernet e o portal Gov.Br lançaram juntos um conjunto de cartilhas para idosos, crianças e adolescentes.

Isso para orientar melhor esse público e melhorar a segurança na internet. Mais informações sobre esse lançamento, você pode ver no site: nic.br.

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews) e Somos Mídia (@somosmidia). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura. Atualmente, também trabalha no site Conexão 085 (@conexao085oficial).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Segurança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − treze =

Verifique também

Circo Americano faz Espetáculo Inclusivo no próximo domingo (3)

Durante o show, as luzes do picadeiro e da plateia serão suavizadas, a trilha sonora será …