Home Geral Transnordestina avança no Ceará e vai ampliar mais 101 km de sua rede em direção ao Porto do Pecém

Transnordestina avança no Ceará e vai ampliar mais 101 km de sua rede em direção ao Porto do Pecém

6 min read
0
0
17

A Transnordestina Logística S.A. (TLSA) deu o pontapé inicial para expandir a cobertura ferroviária no Ceará. O contrato das obras de infraestrutura dos lotes 4 e 5 da ferrovia, entre os municípios de Acopiara e Quixeramobim, foi assinado nesta terça-feira (24) com a cearense Marquise. Ao todo, serão 101 km de aumento na malha ferroviária, impulsionando a conectividade em direção ao Porto do Pecém. A ANTT acompanha e fiscaliza todas as etapas de execução deste projeto estratégico para o desenvolvimento logístico do Nordeste e do Brasil.

A iniciativa vai gerar impacto significativo na economia local, com a criação de 1,3 mil empregos diretos, dobrando o efetivo atual e impulsionando o desenvolvimento das comunidades envolvidas. Cerca de 70% da fase 1 do projeto já está pronta, mas para concluí-la é necessário fazer a conexão do sertão do Piauí, a partir da cidade de Eliseu Martins, com o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CE). Esta etapa está programada para terminar até 2027 e é fundamental para o início da operação da ferrovia, que terá uma extensão total de 1.206 km. A fase 2, segundo cronograma aprovado, deve ser concluída até 2029.

Somado a isso, no estado do Ceará, a Transnordestina planeja operar três terminais de carga, abrangendo também a bacia leiteira e pequenos e médios agricultores da região. A localização de um terminal voltado para grãos já está definida entre Iguatu e Quixadá, enquanto os outros dois, destinados a combustíveis e fertilizantes, serão determinados posteriormente.

O projeto conta com o suporte integral do Governo Federal, dos governos do Ceará e do Piauí, bem como das bancadas no Senado Federal e na Câmara dos Deputados, tanto para a liberação de recursos quanto para a constituição do novo funding para a conclusão do projeto.

O Ministério dos Transportes, Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional, Casa Civil, Tribunal de Contas da União (TCU) e Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) estão engajados nas discussões, oferecendo todo apoio necessário para a concretização e finalização do acordo.

Transnordestina

A Transnordestina se destaca como alternativa logística para o Nordeste e Brasil, além de atuar como catalisador de desenvolvimento socioeconômico. Ao alinhar-se com a agenda de ESG do Grupo CSN, a empresa reforça seu compromisso com o desenvolvimento sustentável nas regiões impactadas, vislumbrando a eficiência no escoamento de produtos e a transformação positiva da realidade do Nordeste brasileiro.

A ferrovia representará um novo marco no escoamento de produtos da região do MATOPIBA (Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia), diminuindo o custo logístico e tornando os produtos brasileiros cada vez mais competitivos no mercado mundial.

Kátia Alves

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews) e Somos Mídia (@somosmidia). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura. Atualmente, também trabalha no site Conexão 085 (@conexao085oficial).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Geral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × três =

Verifique também

Saiba por que é importante vacinar as crianças e manter caderneta atualizada

A Prefeitura oferta a imunização nos 118 unidades de saúde do Município, de segunda a sext…