Home Cultura Secult Ceará realiza Seminário “Chapada do Araripe Patrimônio da Humanidade” na próxima terça (7)

Secult Ceará realiza Seminário “Chapada do Araripe Patrimônio da Humanidade” na próxima terça (7)

8 min read
0
0
141

Com o tema Cultura e Natureza para o Desenvolvimento Regional, será realizado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), na próxima terça-feira (7), o Seminário “Chapada do Araripe Patrimônio da Humanidade”. Na ocasião, será realizada a assinatura da Carta Chapada do Araripe como Patrimônio da Humanidade: um projeto para o desenvolvimento econômico e sustentável da região e o papel dos municípios e das instituições sociais, a fim de que seja repactuada a Campanha da Chapada do Araripe como patrimônio da humanidade. Este evento é resultado da parceria com a Fundação Casa Grande, GeoPark Araripe, Universidade Regional do Cariri (URCA), Fecomércio Ceará, Instituto Dragão do Mar (IDM) e Instituto Mirante, além das secretarias estaduais de Meio Ambiente (Sema) e de Turismo (Setur).

“A Chapada do Araripe é um patrimônio cultural e natural cearense. Todos nós sabemos e temos esse pertencimento. A proposta de chancela de patrimônio da humanidade pela UNESCO, proposição que reúne a SECULT Ceará com a Fundação Casa Grande, URCA e Fecomércio, faz parte de um projeto estratégico para o desenvolvimento econômico e sustentável da região, compreendendo a diversidade cultural do Sertão do Cariri e a riqueza natural da Chapada do Araripe. Na verdade, trata-se de uma oferta cariense para o mundo, pois já nos reconhecemos como patrimônio da humanidade. É um presente do Ceará para o Brasil e para o mundo”, destaca o secretário da Cultura Fabiano Piúba.

“Nesse processo, ao longo dos últimos anos, desenvolvemos com a URCA uma pesquisa para subsidiar o dossiê da candidatura e aprovamos no Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural do Ceará – COEPA/SECULT, a chancela estadual da Chapada do Araripe como Paisagem Cultural Cearense. Estaremos também renovando o pedido junto ao IPHAN, para que nosso território se insira na lista indicativa do Brasil para Patrimônio da Humanidade da UNESCO. O Seminário é mais um passo nessa empreitada. Nosso objetivo, além do debate e da reflexão em torno desse grandioso projeto, é renovar o compromisso político e a corresponsabilidade institucional do Governo do Estado com as prefeituras e instituições acadêmicas, sociais e culturais da região para integração de esforços e pactuação pelo reconhecimento internacional de nossa candidatura, bem como para a gestão compartilhada deste território mágico, sagrado de expressão e de pertencimento de nossa identidade cultural. Para tal, sairemos do seminário com a Carta Chapada do Araripe, assinada por um conjunto de instituições comprometidas com o desenvolvimento social, econômico e sustentável da região”, continua o secretário da Cultura Fabiano Piúba.

Com o objetivo de pactuar e mobilizar institucional e politicamente a região, com seus atores sociais e culturais, incluindo instituições públicas, privadas e do terceiro setor, a fim de renovar o pedido junto ao Iphan para inclusão na lista de indicação da Chapada do Araripe como patrimônio a ser reconhecido pela Unesco, o evento possibilitará o debate sobre o projeto da Chapada do Araripe na perspectiva do desenvolvimento econômico, social e sustentável para a região, pensando em como a candidatura da Chapada do Araripe tem a ver com o desenvolvimento da região. “Consideramos a potencialidade de patrimônio cultural, pois o sertão do Cariri é rico em sua diversidade artística, cultural, e de expressões e manifestações populares e tradicionais, mas também possui uma riqueza enquanto patrimônio natural”, ressalta Fabiano.

O Ceará é um dos estados pioneiros com lei específica, sancionada pelo então governador Camilo Santana, para a Chancela de Paisagem Cultural Cearense. A Chapada do Araripe teve aprovada, em 10 de março, pelo Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural do Ceará (Coepa) a primeira chancela como Paisagem Cultural do Ceará.

Serviço:

Seminário Chapada do Araripe como Patrimônio da Humanidade: Cultura e Natureza para o desenvolvimento da Região
Local: Complexo Ambiental Mirante do Caldas Horário: 08h às 18h
Público: fechado para pessoas convidadas
Formato: presencial

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews) e Somos Mídia (@somosmidia). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura. Atualmente, também trabalha no site Conexão 085 (@conexao085oficial).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + 13 =

Verifique também

Ricardo Cavalcante é o novo diretor institucional do IEL Nacional

O industrial cearense irá atuar junto ao Sesi e ao Senai Nacional para o fortalecimento da…