Home Economia Mulheres ocupam cada vez mais espaço no mercado financeiro

Mulheres ocupam cada vez mais espaço no mercado financeiro

6 min read
0
0
113

Com o crescimento do número de investidores pessoa física na Bolsa de Valores brasileira (B3), as mulheres também passaram a ocupar cada vez mais espaço entre aqueles que decidiram investir.

A representatividade de mulheres na Bolsa vê uma taxa de crescimento acelerada, com alta de 39,7% desde 2020, alcançando mais de 1,1 milhão de CPFs cadastrados. Em maio, o número de investidores pessoas físicas (PFs) na Bolsa brasileira ultrapassou 5,1 milhões. Em relação a abril, houve um aumento de 49.654 investidores PFs, equivalente a um crescimento mensal de 1,0%.

Perfil

A maioria dos investidores da Bolsa encontra-se na faixa etária dos 26 a 35 anos, com cerca de 1,7 milhões de contas ativas em maio, representando 33,4% do total. Em seguida, temos a faixa entre 36 a 45 anos com 1,4 milhões de contas, equivalente a 28,1%.

Assim como o crescimento de mulheres que decidem investir, o cenário nas empresas do setor financeiro vem evoluindo para essas profissionais. Segundo levantamento realizado pelo time de Análise de Fundos da XP, elas representam 17,5% dos colaboradores em posições de decisão em gestoras de fundos.

Também existe uma preocupação com a atuação feminina em cargos de liderança nas organizações. De acordo com estudo “Mulher em Ação” divulgado pela B3, em 61% das 408 companhias de capital aberto no país não há participação feminina na alta direção e em 45% delas não há mulheres nos conselhos de administração.

Mulheres no comando

Pensando em potencializar a presença feminina no mercado financeiro, a XP Inc. tem adotado iniciativas estruturais que prometem mudar essa realidade. A XP criou o MLHR3, coletivo que tem como objetivo adotar iniciativas e proporcionar melhores condições para que as mulheres consigam desempenhar todo seu potencial profissional e com isso, mudar o retrato atual do mercado financeiro.

Com isso, a XP assumiu uma meta pública, de ter ao menos 50% de mulheres em todos os níveis hierárquicos até 2025. Para atingir esse objetivo, uma série de medidas foram implementadas, que incluem treinamento, mentoria, acompanhamento e todo suporte para acelerar o processo de inclusão de mulheres no mercado financeiro e em cargos de liderança.

A XP também lançou uma iniciativa para apoiar as mulheres a conquistarem mais espaço no mercado financeiro, custeando todos os valores do curso preparatório Ancord (Certificação Agente Autônomo de Investimento), além da inscrição para a prova às assessoras da rede de escritórios parceiros da XP.

“A XP tem se dedicado a criar um relacionamento sólido e próximo com a rede de assessores e escritórios parceiros (B2B), incentivando o crescimento da representatividade feminina. Entre as iniciativas, está o incentivo para que elas sejam credenciadas como Agentes Autônomas de Investimento. Enxergamos a questão da presença feminina como uma jornada, e iniciativas como essa são essenciais para elevarmos a participação das mulheres nesse mercado”, diz a líder regional da XP no Ceará, Larissa Falcão.

Kátia Alves

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews) e Somos Mídia (@somosmidia). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura. Atualmente, também trabalha no site Conexão 085 (@conexao085oficial).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Economia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 7 =

Verifique também

Theatro Via Sul recebe espetáculo do Peter Pan

Uma aventura na Terra do Nunca: Acredite nos seus sonhos! Esse clássico ganhará uma montag…