Home Cultura Instituto Sérvulo Esmeraldo é inaugurado em Fortaleza

Instituto Sérvulo Esmeraldo é inaugurado em Fortaleza

5 min read
0
0
96

O artista que colocou a capital alencarina no circuito das artes plásticas do Brasil e do mundo agora dá nome a um importante equipamento de acervo cultural e documental em Fortaleza: a sede do Instituto Sérvulo Esmeraldo. Inaugurado na última semana, no bairro Salinas, o projeto cujo objetivo é salvaguardar a memória e as obras do artista Sérvulo Esmeraldo, conta com o patrocínio da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece).

A Cagece, apoiadora da arte e conhecedora da relevância do “artista das linhas” para Ceará, atentou especialmente para a simbologia de Sérvulo no saneamento no estado, graças à obra “Interceptor Oceânico”, hoje um cartão postal da cidade, localizado na avenida Beira-Mar. A obra foi inaugurada em 1978, quando o Governo do Ceará lançou o projeto de ampliação do esgotamento sanitário e encomendou a obra, como uma espécie de homenagem à evolução do saneamento básico da capital.

A obra coabita o ano de lançamento do interceptor oceânico e do emissário submarino do sistema de esgotamento, verdadeiros marcos da companhia para a implantação dos novos modelos de coleta, tratamento e correta destinação do esgoto no estado. O monumento representa a interligação dos esgotos e interceptações dos cursos d’água, com o intuito de demonstrar conexão, evolução, e não à toa, aponta para a imensidão do mar.

Além de Interceptor Oceânico, o “obelisco” criado por Sérvulo Esmeraldo, carrega o título oficial de Monumento ao Saneamento Básico, mas dá asas à interpretação dos fortalezenses, uma vez que de tão presente na vida alencarina, recebe alcunhas e interpretações variadas. Quarenta anos depois, após uma recente restauração, o monumento continua localizado na feirinha da Beira-Mar, no bairro Meireles, adornando a orla e estampando toda a geometria de Sérvulo no calçadão.

Instituto Sérvulo Esmeraldo

O equipamento é um importante acervo do cearense composto por esculturas, maquetes, vídeos, livros , etc, que contam a história da obra de Sérvulo por meio, também, de ilustrações e gravuras. A fundadora, curadora e organizadora do projeto é Dodora Guimarães, viúva do artista.

O arquivo estará disponível a partir deste mês de março para pesquisas de arquitetos, engenheiros, historiadores, artistas visuais, estudantes e profissionais das mais diversas áreas e admiradores do trabalho de Sérvulo Esmeraldo. As visitas podem ser realizadas mediante agendamento.

Kátia Alves

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews) e Somos Mídia (@somosmidia). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura. Atualmente, também trabalha no site Conexão 085 (@conexao085oficial).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =

Verifique também

Polícia Civil deflagra Operação Restauração e desarticula organização criminosa de atuação nacional

A operação resultou no sequestro de imóveis, automóveis de luxo, embarcações, criptoativos…