Home Cultura DJ com espectro autista conta história de superação e sucesso na música

DJ com espectro autista conta história de superação e sucesso na música

5 min read
0
0
87

Quando uma pessoa fala que é autista, muitas vezes a frase pode não soar bem aos ouvidos. Ainda carregada de preconceitos, a condição em nada impede o indivíduo de ter uma vida normal ou possuir menos potencial ou intelecto. Há milhares de exemplos que provam o contrário. Um deles é o do carioca, radicado no Ceará, DJ Tai.

Aos 33 anos, o músico vem ganhando destaque na cena eletrônica nacional. Ele prova que o diagnóstico do espectro autista não limita sua trajetória de vida. “Aquilo que antes era meu mundo particular, logo se transformou em alegria para várias pessoas”, ressalta DJ Tai.

O músico explica que até entender que não se tratava de um “patinho feio” por ser diferente, sofreu bastante. “A minha atual profissão me permitiu ressignificar a imagem negativa que tinha sobre mim mesmo. Descobri na música a possibilidade de me comunicar através do meu repertório. Monto meu set list como um palestrante monta sua palestra, como um ator decora seu papel. Hoje tudo em mim é melodia, sons”, comenta.

Evolução

O trabalho de “ressignificação” de DJ Tai é feito por uma equipe multidisciplinar . “Comecei a ver uma série que falava sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA), o que me ajudou também a entender esse universo. Faço terapia e uso de medicamentos para o tratamento. E o melhor de tudo: a socialização e o acolhimento de uma rede de amigos que me entende e respeita”, afirma.

Além de contar sua história, Dj Tai quer mostrar que o TEA não é um fator limitador. “Queremos conscientizar a sociedade para entender o autismo, derrubar preconceitos. O TEA não te torna incapaz, nem de se superar”, finaliza.

Quem é DJ Tai

DJ Tai é um nome em ascensão no cenário da música eletrônica nacional. Antes de assumir as pick-ups, trabalhou em cargos de gestão na área de Recursos Humanos. Foram 12 anos dedicados à profissão.

A transição de carreira ocorreu pela busca do equilíbrio entre carreira e a esfera pessoal. Para ele, foi a realização de um sonho.

A trajetória do músico soma grandes eventos como a Farofa da Gkay em 2021. Também participou do Festival de Gastronomia de Aracati, que teve como atrações Moraes Moreira, além do Réveillon de Canoa Quebrada, ao som de Olodum. Foi atração em shows nacionais, eventos corporativos, casamentos e muitos outros.

Kátia Alves

Kátia Alves

Editora-chefe do Contexto Notícias é jornalista formada pela Unifanor em 2006, pós-graduada pela Unichristus em MBA em Gerência de Marketing, Assessoria de Comunicação pela Estácio e Língua Portuguesa pela UniAteneu. Foi jornalista da TV Verdes Mares, TV Fortaleza e TV Ceará. Passou pelos site Pirambu News (@pirambunews) e Somos Mídia (@somosmidia). Passou pelas assessorias do Instituto Isa Magalhães e Superintendência Federal de Agricultura. Atualmente, também trabalha no site Conexão 085 (@conexao085oficial).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Kátia Alves
Carregar mais Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 6 =

Verifique também

Mutirão de limpeza de praias, lagos e parques acontece em Fortaleza e em mais 11 cidades

O mutirão tem a participação de voluntários e de parceiros comerciais da marca, como distr…